Limites


Se calhar merecia um texto. Uma história. Uma reflexão profunda sobre regras sociais e políticas. Fronteiras geográficas. Barreiras éticas e deontológicas. Os limites do corpo e da mente…
Ou então sobre superação, esforço, ousadia, o ir mais além, mais rápido, mais longe…
Mas não. Não me apetece. Nem sei porque é que a chamei assim. Pensando melhor, acho que prefiro o primeiro nome que lhe dei: No meu peito danço a valsa.


clik1    clik2    clik3    clik4    clik5     clikChapa     2ºclikChapa     clikLee     3ºclikChapa     clikCristina     2ºclikCristina     clikMicha     clikRaq    

19 comentários:

Chapa disse...

Aproveito a manhã, para roubar o clik da PC.
http://www.youtube.com/watch?v=snpltzao0cE

TeKanelas disse...

gosto mesmo .... das associações que fazes.

Chapa disse...

Esta coisa dos cliks leva-me a encontrar coisas que nunca ouvi. Desta vez, a propósito de amor fugaz, tropecei com esta "mocinha". Vê se gostas:
http://www.youtube.com/watch?v=Yo4u-ad80-A

Lee disse...

Caçador, que momento tão bem "caçado"! E o teu cilk 4 é fantástico! Gosto dos "limites", mas prefiro "no meu peito danço a valsa" Aqui fica uma sugestão:

http://www.youtube.com/watch?v=jYqeXqgTuE0

...que eu vi, ao vivo, também em 2008!

Chapa disse...

Porque gostei muito da foto de hoje, deixo-te mais uma grande canção de uma grande cantora desconhecida nas nossas "playlists" de inspiração anglo-americana.
http://www.youtube.com/watch?v=imFlSWqEcts

Ángel Corrochano disse...

Curiosamente, vivimos una época donde a pesar de que los medios de transporte llegan a la práctica totalidad del globo, donde viajar resulta más fácil y "asequible" que nunca, es cuando tenemos más límites para hacerlo: administrativos, políticos, policiales .... otra paradoja más a añadir a este mundo insostenible.
Pero me quedo con el blanco y negro perfecto de tu foto, amigo, y con ese abrazo de amor y amistad, eso no conoce fronteras ni límites.
Ya se que suena cursi, pero últimamente estoy intentando no ser en exceso pesimista.

un abrazo

Merce disse...

Quizais nadie poida rechazar unha aperta así nun lugar así. Miro a foto e asoma un sorriso a miña faciana, asi coma este :)

As fotos que removen sentimentos son grandes fotos e sorrir dende logo que é un sentimento.

A min tamen me gustaba "No meu peito danço a valsa"

Biquiños e unha grande aperta :)

elisa gulminelli disse...

hermosa foto!

cristina disse...

sem limites e sem palavras

http://www.youtube.com/watch?v=69in1Mztn78

(é possível que este click já exista algures, mas...)

cuentosbrujos disse...

una foto con muchisima fuerza
me gustó
saludos

Clarice disse...

O 5º Clik seria a minha escolha... e agora estou triste porque ele já existe:( não estou nada, estou só a brincar:)

Bonita fotografia... também gosto mais do primeiro nome escolhido, "No meu peito danço a valsa"... e pensando nele, a tua escolha postada seria para mim muito mais assim: "Sem limites"...

cristina disse...

... sem limites e com palavras :-)

http://www.youtube.com/watch?v=7pA5UhNaYw0

Francieli Rebelatto disse...

Os limites, territoriais, culturais, simbólicos...eles e nós...mas o que é o limite mesmo?
Belíssima imagem, e instigante reflexão
Abraços

Micha disse...

a foto e' fantastica, e sem duvida alguma prefiro o 'limites'...
http://www.youtube.com/watch?v=y067xXcnEXc

ruimnm disse...

Uma imagem cheia de força, gostei muito.
Prefiro o título Limites.

Ainda há quem os saiba reconhecer os respeite.
Não sei porquê veio-me à memória sucateiros, carros de luxos e Varas...

mfc disse...

E tu roubaste-lhes esta linda fotografia?!

Raq disse...

A tua fotografia inspira-me "sem-limites"
http://www.youtube.com/watch?v=KH7G_xdOJms&feature=related

b.c. disse...

awesome foto and a great blog, i really like it :))

XuanRata disse...

Y en brazos de esa luz también nosotros atravesamos los barrotes.
Maravillosa.