espera armilar


… até que cheguei a esta entrada, uma porta enorme na muralha de pedra e que afinal entra pela vila adentro, cães à janela e gatos na rua, roupa estendida, flores em gaiolas, o vento a fazer remoinhos de folhas nos cantos das ruas, sons de pássaros, trinados, vindos não se sabe de onde e uma estranha ausência de sombras, como se fosse sempre meio-dia - não sei como cheguei aqui, lembro-me de seguir um rasto de migalhas de perfume, estrela guia de um qualquer hemisfério, o que sei mesmo é que me fartei de esperar por ti quando acordei, trôpego, cinzento, as pernas de borracha a tropeçarem nas memórias da véspera e estas a voarem para todos os lados, como aquela coisa das plantas, toda em pêlos de espuma, que soprávamos em criança – percorro as ruas empedradas minuciosamente, todas as portas estão fechadas, mesmo as de lojas e tabernas, tenho sede, encontro o chafariz público, a bica de pedra, esculpida em boca de bicho, está seca há muito tempo, roubo uma laranja do ramo, os gatos roçam-se nas minhas pernas, não vejo mais ninguém, nem vozes nem risos, no ar um cheiro metálico, sangue? sacrilégio? chego a um largo estreito com bancos de pedra e a estátua de uma ninfa, maneta, ao centro, sento-me e fecho os olhos, penso em ti, sinto o tempo passar por mim como as imagens num filme muito acelerado…


regresso à porta na muralha, é noite, não sei como te perdi…


clik1    clik2    clik3    clik4    clikAT    clikPC    clikCybeRider    clikIris   clikChapa 

14 comentários:

José Vilhena Moreira disse...

Segue-se o texto como se dobra uma rua a um domingo, se tropeça numa vírgula ou se fica sentado numa palavra. Fica-se sentado numa palavra a dizer para dentro caraças este tipo quando escreve fala do que sabe.
!

Gert Jan Hermus disse...

Very nice blog post! :-)

Warm greetings from the Netherlands,
DzjieDzjee

at disse...

estou capaz de ficar à espera nas tuas palavras, mas só um bocadinho
http://youtu.be/h4stmQUlNhQ

ZEKARLOS disse...

Epá gostei disto, muito bom. Grande Óbidos.
Abraço e bom fim de semana

PC disse...

http://www.youtube.com/watch?v=4GA7OVONTj4

tantos bjs

:.tossan© disse...

Espetáculo de imagens em forma de fotografias. As palavras são ótimas e não tenho palavras. Abraço

Susanne Alm disse...

it feels like stepping into another time

http://www.youtube.com/watch?v=tWpe2ppRRGg&playnext=1&list=PL01430065947B667E&feature=results_video

beijos

Susanne Alm disse...

great images

beijos

L.Reis disse...

olha...sabes que mais? Quem me dera que isto fosse um livro e eu lhe pudesse virar a página na certeza de mais margens e palavras e até talvez um reencontro, lá mais para o 7º capítulo.

CybeRider disse...

Tudo o que perdemos é mera consequência da nossa própria passagem pelo mundo, no entanto nunca se perde o que não se teve. E fica o sabor a pouco, exactamente como aqui e agora.

http://www.youtube.com/watch_popup?v=zyUXLzKWxLs

Abraço

IRIS disse...

como permanece este sopro que arranha a pele... e no entanto...

http://www.youtube.com/watch?v=PDg2626ZHKc

talvez do outro lado da muralha... talvez um dia nos ofereças um dia seguinte. eu espero. permaneço no teu cinema :-)

beijo





Angel Corrochano Pérez disse...

Nada es lo que parece a simple vista, incluso las cosas y seres más anodinos pueden tener un lado brillante, espléndido, espectacular. En demasiadas ocasiones enjuiciamos con absoluta tiranía y no queremos ver más allá de lo obvio.
Tu entrada y tus fotografías me hablan de eso, una misma imagen con dos posibilidades abre un mundo de preguntas que invitan a buscar esa puerta para regresar hacia un final feliz.
Un abrazo compadre

Chapa disse...

Uma "pérola" de outro tempo!
http://youtu.be/OXrlAaesg4g

ana barata disse...

as tuas palavras são tão eloquentes quanto as imagens....
beijos