Do amor e outros perigos


O amor é um equilíbrio difícil de artista de circo que pisa o cabo ou corda que o separa de um chão tão duro lá em baixo, a centenas de metros.
O amor é um risco, a giz no quadro negro, um pouco mais de pressão e arranha os ouvidos com a aspereza do grito.
O amor é vulnerável a projecteis e espinhos e armas de arremesso e pela sua natureza fisiológica impede o uso de armaduras ou coletes à prova de bala.
O amor corre o perigo de não saber que corrida correr, se de velocidade onde dá tudo por breves segundos ou a longa, quase interminável, maratona. No final, sobra sempre a exaustão.
Do amor e outros perigos, todos recebemos avisos que todos, constantemente, ignoramos.

27 comentários:

Miguel Angel Morales disse...

cual es el amor y cual el peligro.
Ja Ja Ja.
Me gusta tu trabajo Caçador.

Margaridaa disse...

Pois é Caçador, aposto que vais ter imensos "clics" para este tema. Eu não resisti, graças a procurar, pois não era bem este tema que eu queria, mas gostei tanto da imagem que aqui vai :

http://www.youtube.com/watch?v=98jKhWQ-XiE&feature=PlayList&p=B038C13522D50863&playnext=1&playnext_from=PL&index=1

cristina disse...

"algo" que não é "de algodão"...

http://www.youtube.com/watch?v=er5w5MGJSCk

ana barata disse...

E o maravilhoso do amor são os riscos, não é?

http://www.youtube.com/watch?v=kCSdz2hM_o4

ruimnm disse...

A dangerous love:
http://www.youtube.com/watch?v=bk_aOjfkCrY

Raq disse...

De corrida até à exaustão no amor sabem os amigos que se seguem...
http://www.youtube.com/watch?v=8k-2df7IdVQ

Raq disse...

A cereja em cima do bolo
http://www.youtube.com/watch?v=fPhC5j9ybwo&feature=PlayList&p=B038C13522D50863&index=4&playnext=4&playnext_from=PL

Remus disse...

Quantos mais perigos melhor. Dessa forma, cuidamos melhor do amor e não damos nada por garantido.

Minha sugestão, dois "toinos":
http://www.youtube.com/watch?v=mP6XM1K1fHg

Lee disse...

Olha, a tua "definição" deixou-me sem comentários! Acho que vou comentar com estas sugestões:

http://www.youtube.com/watch?v=KX4apvTdvzE

http://www.youtube.com/watch?v=TCJ4c_kjUB0

E, com tua licença, vou pôr um link no meu blog para esta foto/definição extraordinária! ;-)

PC disse...

Sei que este click já está neste blogue. algures no mês de Junho, mas acho que aqui vem a calhar. E nunca cansa ouvir este senhor e a canção mais bonita de sempre.

http://www.youtube.com/watch?v=lfegOxTCuOQ

cuentosbrujos disse...

una composicion muy interesante con ese cactus en primer plano y escondido en su propia silueta
saludos

mfc disse...

O amor é o que nos vai fazendo mexer...

ci disse...

pois...

Chapa disse...

Não sei se é repetida, sei que é uma das minhas bandas sonoras preferidas.
Espero que gostes:
http://www.youtube.com/watch?v=iaUl8M5GZHE

jugioli disse...

Fragmentos de um discurso amoroso: sempre o sim onde cabem os nãos, sempre o ir quando se quer ficar,
sempre se equilibrar quando o abismo é eminente.

Chapa disse...

Aposta aceite. Já podes comparar com o P&B.

Clarice disse...

Pois... este é um clássico do amor...com perigos por ser amor...

http://www.youtube.com/watch?v=lTqq9aSac9w

e este... menos clássico mas não sem perigos... e daí o amor:

http://www.youtube.com/watch?v=UJNQDZNxZco

Ripley disse...

jeje bien vista, me gustan tus ultimos trabajos, perdona por tardar tanto en pasarme por aqui. parabens

cristina disse...

caçador, parece que estamos no paraíso dos clicks... encontrei este, e como, para além de ser sobre o amor-risco, me parece também um belo e raro momento amoroso (só aparentemente arriscado) entre estes dois senhores, não resisti e insisti (pena terminar de repente, mas pronto, é um pormenor menor)

http://www.youtube.com/watch?v=yKDciH6b7v8&feature=fvw

chanclas disse...

El amor es todo eso y mucho más CaÇador pero ¿sabrías decirme que haríamos en esta vida sin amor o sin la busqueda incesante del amor?
La fotografía que acompaña tu post es muy apropiada. Siempre cerca, en la sombra, al acecho el riesgo, el peligro. No hay amor que pueda llamarse amor que no tenga riesgo, incertidumbre. Un abrazo.

cristina disse...

esta versão termina melhor. aqui fica, para o caso de achares que o pormenor vale a pena

http://www.youtube.com/watch?v=4d-JMWU4Qbw

Caçador disse...

O pormenor vale a pena, claro. Obrigado.

E obrigado a todos pelos clikes e comentários. Gracias.

Merce disse...

Uy! e hai que falar de amor??? caseque prefiro que fale o amor de min, de seguro que acabaria axiña :)

Gustame ista frase tua:

"O amor é vulnerável a projecteis e espinhos e armas de arremesso e pela sua natureza fisiológica impede o uso de armaduras ou coletes à prova de bala."

Unha soberbia intrepretacion deses amantes de frio ferro ao carón do ameazante cactus.

Biquiños a moreas :)

Ángel Corrochano disse...

Funcionaría a la perfección esta fotografía sin el texto y a la inversa, esas letras funcionan perfectamente sin la fotografía. Elocuente, directo, clarificador

un abrazo

Hellag disse...

excelente composição...prometo que em breve começarei a contribuir com "cliks"...mas tenho de "dominar" aqui umas coisitas!!!

ci disse...

pensei, pensei e lembrei :)
...talvez este: http://www.youtube.com/watch?v=MVDelLTM4O8

kiko esperilla disse...

Hay! el amor. Excelente Caçador. Abrazos