Ah, as férias à beira mar! [(wish to be) Lost #XVI]

Cheguei ontem ao Sul já pela noite dentro. Comecei hoje o meu primeiro dia de trabalho; sim, não pensem que uma ida à praia é uma tarefa simples. São inúmeros os pormenores a que é preciso dar atenção: toalhas, uma, grande, para me deitar e outra, mais pequena, para limpar a água do corpo; os 4 pares de óculos, os de longe, os de perto, os de sol e os de mergulhar; protector solar para o corpo e para o rosto; chapéu; água fresca; o 2º par de calções de banho; chinelos; o mp3; caderno e lápis; telemóvel; almofada insuflável; máquina fotográfica ou não, a indecisão do costume, hoje não veio, amanhã talvez; estojo de primeiros socorros com o mínimo indispensável, os antiestamínicos, o roll-on para as picadas de insectos, o spray para as picadas dos peixes-aranhas e o repelente de tubarões, comprado no ebay, pois nunca se sabe; carteira com moedas para as bolas de Berlim; o livro sobre aves marinhas e os binóculos. Ah, e a lancheira com os habituais jaquinzinhos de escabeche feitos ontem – são sempre melhores de véspera, pão saloio, linguiça de porco preto e vinho com gasosa, fresco, dentro de um termos de chá para não aquecer.
Depois de tudo arrumado, espero não me esquecer de nada, lá fui para a praia. Tivemos sorte, só 51 minutos para estacionar e nem sequer muito longe, 14 minutos até à beira da água, o pior foi passar aquela parte da areia a escaldar, como é que aqueles tipos caminham sobre brasas como vi na televisão?! Finalmente lá se estendeu a toalha, espalhou creme pelo corpo, creio que seria mais fácil sem areia… e a tarde até se passou de forma agradável, só me acertaram três vezes com bolas, duas, daquelas pequenas das raquetes e uma grande e vermelha. O cão não me mordeu quando o enxotei por ir alçar a perna na minha lancheira. A maré de banhistas foi crescendo ao ritmo habitual, até ao ponto em que acordei com as cócegas de pelos nos pés que afinal eram o cabelo armado de uma senhora gorda e não outro cão. Uma avó distribuía sandes pela família e migalhas pela minha toalha e uma criancinha de 4 ou 5 anos, mas com pulmões de 10, entornou-me o baldinho com água em cima “olha o que fizeste molhaste o senhor o que é quer são crianças uns anjinhos mas é preciso andar sempre com o olho neles estes malandros que me dão cabo do juízo tira isso da boca que é porcaria”. Foi, foi uma boa tarde de praia. E tenho a certeza que seria melhor se, ao regressar, o carro não estivesse bloqueado por uma carrinha de caixa aberta com sacos de batatas e melancias.


clik1    clik2    clikChapa    2ºclikChapa    3ºclikChapa    clikQuinito    clikAmorena    clikTeca    clikCristina     

21 comentários:

Jorge C. Reis disse...

A isso poderia chamar-se: As desventuras de um turista !!!

Chapa disse...

Ai a praia! http://www.youtube.com/watch?v=J68xKuBLzrc

Chapa disse...

E que tal um clik "a la PC", http://www.youtube.com/watch?v=dU39YPu9Icg

Chapa disse...

Esta pérola não poderia faltar.
http://www.youtube.com/watch?v=k0M0s8-mYkg

Susanne disse...

VERY LARGE PROJECT!!!!

Quinito disse...

http://www.youtube.com/watch?v=eT0HJXMCc-8

Amorena disse...

Uuuuii !!! Uno até fica sin fôlego a ler ese relato :P


http://www.youtube.com/watch?v=qCVQpcY1au4

teca disse...

Pô, Zé... que dia cheio!

Ahahahahahahaha

http://www.youtube.com/watch?v=OcGU99RrJks

Beijos.

cristina disse...

ahhhhh....... nada disso é fácil... mas esse relato é extraordinário :-)

este "wish to be lost" levou-me até aqui :-)


http://www.youtube.com/watch?v=PtCDWe4XPgM

Adelino Marques disse...

Eh pá és um grande maluco....escreves bem...fotografas bem...
Gosto disso...

Abraço sem "cliques"...
Adelino

ruimnm disse...

É por estas e por outras que prefiro o pó dos caminhos pedestres, serra acima...

José Manuel Vilhena disse...

:)))

~~~~~~~~~~~

ana barata disse...

Pois é, praia em Agosto é isto! Mas, tu também complicas um bocadinho ou é impressão minha?!

Vou para o norte (mesmo norte, para o fresco de Gotemburgo) e vou estar uma semana sem computador, por isso, aqui de deixo o desejo de bons banhos, cuidado com o sol e, apesar de tudo, diverte-te!

Beijos e até ao meu regresso.

ma grande folle de soeur disse...

um programa mais do que completo!... Nice.

ma grande folle de soeur disse...

um programa mais do que completo!... Nice.

ci disse...

quem nunca teve alguns laivos desta cena que atire a primeira água...eheheheh

Anónimo disse...

Bonita foto pero ... ¿y las olas?
Kpax

Remus disse...

Na fotografia só existe uma única coisa que eu trocava: O homem (se não é um homem, parece). Trocava-o por uma menina de feições jovens, elegante, morena ou loira (ruiva não!) e de preferência, mas não obrigatória, em topless.
;-)

Zé Caçador disse...

É pá Remus, já é uma senhora.

Hellag disse...

eheheh...uma verdadeira odisseia...adorei a parte das cócegas nos pés!!! o máximo!
É por estas e todas as outras (fotos e "prosa") que merece o prémio Dardos. Sim, eu sei que tem muitos seguidores mas mais, nunca são demais! Se aceitar, por favor passe no meu blogue B&W e recolha-o...pode ser que para a próxima o leve para a praia!!! :)

Remus disse...

lol lol lol
A esta distancia não dá para perceber...
lol lol lol