"e na noite azeda mergulho como um boneco de corda"


(este posto é para o CybeRider, um amigo precioso que às vezes se depara com a sua sombra em descontrolado alvoroço…)

clik1    clik2    clik3    clik4    clikCybeRider    clikChapa    2ºclikChapa    clikRemus    clikSilvares    clikIris    clikChoc'àSombra   - 

15 comentários:

CybeRider disse...

E tu, logo tu, aqui a encheres-me de brilhos... Tu que bem sabes que "pipa" e "massa" não se me aplicam na mesma frase. Logo tu, com estes salamaleques que me ofuscam a sombra e me deixam sem ter onde me esconder. Que até o adjectivo brilha! E eu sem livro e sem dote, só posso ficar a cismar, incapaz, que pena tenho de não ser mais que uma pálida sombra esquisita do amigo que em mim deverias ter.

http://youtu.be/6r43oSK7uGA

Grande abraço

the dear Zé disse...

vai-te lixar mais à pálida sombra...

Chapa disse...

Não sei o que aconteceu ao clip do anterior. Deixo aqui uma sombra do mesmo senhor.
http://youtu.be/5qVjAqDHa7E

Chapa disse...

Não tenho a certeza, mas devia ser este ou um primo qualquer.
http://youtu.be/7pQQK4XuwCA

ZEKARLOS disse...

Grande grafismo que esta estranha imagem produz. Muito bommmmm. Sem link
Abraço

Remus disse...

Alguém queria voar e encontrou a forma errada de o fazer?

http://www.youtube.com/watch?v=Svfd999aej8

Silvares disse...

Literal

http://youtu.be/2F2sDMxMa2g

L.Reis disse...

Para além da fantástica peça em 9 atos ainda sobra aquela frase que é um arrepio dos sentidos...(caramba!)
E depois há um CybeRider...(que só conheço do bem que diz e desdiz)) estou pronta a apostar que soltou uma gargalhada com a tua resposta :)

the dear Zé disse...

exactamente
e a frase título (se é disso que falas) são 2 versos de um poema do próprio

obrigado e bêjo

IRIS disse...

preciosas são também as sombras que iluminam os dias e expandem o corpo muito para além da pele. escondem-nos das fronteiras e talvez por isso assustem às vezes. é bela essa coisa da sombra e da amizade.

fica este senhor (com quem eu, com muita pena, não vou poder confraternizar hoje no Porto) a dizer mais um bocadinho

http://www.youtube.com/watch?v=dUghkqG8UGY

beijos

luísM disse...

Boa sequência pá, bem apanhado!. Como dizias, funciona muito bem em painel, dá-lhe uma duração palpável acentuando o "enforcamento", para além do aspeto formal. "Vê-se" o momento da asfixia e do abandono do corpo.

Só espero que não tenha sido autorretrato!

Ángel disse...

Sobrecoje la serie, impresionante!!!. Más me gusta ante la incertidumbre de las sombras, que me obligan a cuestionarme su realidad

Un abrazo compadre

Choc'àSombra disse...

http://youtu.be/NbRgoLl1s6Y

http://www.youtube.com/watch?v=CcNktkAWylI

L.Reis disse...

Voltei...referia-me ao título e à tua legenda a completá-lo (não sabia que o título era de um poema do CybeRider) Seja como for...ambos brincam com as palavras com a insensatez de quem ensaia (d)equilíbros no fio da navalha...e eu gosto! Ah pois gosto!!

Beso!

João Menéres disse...

E eu que não tinha visto esta maravilha...
Deus ( e DEAR ZÉ ) me perdoem !