A ver a banda passar

Quando era miúdo, gostava de seguir, passo metrónomo, atrás da banda da minha terra. Íamos em bandos, desdentados e felizes, como os ratos da história. O mundo era muito mais pequeno e o futuro durava até ir para a cama. A banda acabou pouco depois e a minha terra foi ficando cada vez mais pequena.
Se calhar é por isso que, hoje ainda, quando vejo uma banda a passar, fico com o passo bamboleante e uma vontade urgente de ir atrás dela.

       clik1       clik2

1 comentário:

Te-Pito-O-Te-Henua disse...

Caçador, também adorava seguir a banda ...

Olha, respondi a seu comentário lá no Te Pito O Te Henua.


Um beijo.
Sill