Querido mês de Agosto VIII – Ir a banhos


Agosto. Dizem que é a silly season mas, não sei se não estou a começar a ficar farto desta frase. A questão aqui é o hábito de, com o calor, as pessoas se dirigirem em massa para a beira-mar. A tentação para a linguagem psicanalítica é quase irresistível: o mar, a água como placenta regeneradora da terra e dos corpos e… todas essas metáforas, deliciosamente orgânicas e femininas, tornam-se um canto de sereia para os dedos no teclado. Somos como os ratos de Hamelin, hipnotizados pelo som da flauta de Poseídon que nos guia, em intermináveis filas de automóveis, para a doçura das águas. Mas é verão, está calor e, está-se tão bem dentro lá dentro…

clik1     clik2     clik3     clik4     clikTeaCup     clik  Remus
    clikMantinha     clikChapa     clikCristina     clikMicha     clik  Merce     clik   AnaC     

22 comentários:

Merce disse...

Estalo a pasar en grande con esta estupenda serie de agosto, ainda nos vas a poñer unhas sardiñas no espeto? porque logo si que estaría boa, envexa pura...

Magnificos os teus intres captados :)

Biquiños

Tea Cup disse...

I just love the shore...

http://www.youtube.com/watch?v=JDOIi27AgFk

Remus disse...

Mas existem excepções e nem todos rumam para o mar/água. Existem aqueles que preferem rumar para o campo e para as serras. :-)

Aqui está o meu contributo para os cliques: http://www.youtube.com/watch?v=Nj9Tvc_x82g

:-)

Caçador disse...

Tea, obrigado, good choice.

Remus, bem vindo ao admirável mundo dos cliks. Uma estreia original e auspiciosa.

Gracias Merce, no quieres sugerir una musica?

mantinha disse...

mesmo a calhar

http://www.youtube.com/watch?v=lBns_FZAUIo

Chapa disse...

Cá vai:
http://www.youtube.com/watch?v=Jdoqp7qQVbo

ruimnm disse...

Eu sou mais como o Remus: campo, terra batida, pó, pedregulhos e pernas arranhadas pelas urzes, bem, são gostos... mas se calhar é por não saber nadar!

Quanto à imagem, mais uma do périplo pelos saltos molhados, magnifica.

cristina disse...

um rio maravilhoso...!

http://www.youtube.com/watch?v=QmEBlrRRMBQ

Caçador disse...

Mantinha, boa, tinha posto esse e depois tirei-o para, os meus clikes, não serem de mais.

Chapa, um pimba mexicano mas perfeitamente adequado.

Cristina, ao pé dos rios também é borda de água, é claro. Ainda mais com essas cabeças pensantes...

Obrigados a todos e todas

beijos e/ou abraços

Micha disse...

apesar de nao ser a cerveja certa para perto da praia.....

http://www.youtube.com/watch?v=zff9hVH3ptY

Caçador disse...

Micha, na praia não, mas à noite, na esplanada... obrigado.

cuentosbrujos disse...

me suena el sitio ¿Cual es?
sea como fuere, la imagen resulta refrescante, creoq ue te qeudó una foto costumbrista muy adecuada

Merce disse...

mmm pois velahí a miña proposta...

http://www.youtube.com/watch?v=CECptNTnPPw

;)

Caçador disse...

Gracias Mercedes, eé muito calor.

Bruxo, é em La Coruña, no ano passado.

Abrazos y/ou besos

Álex disse...

PARABÉNS!

Ana C. disse...

Mal vi a foto, lembrei-me do filme de Manuel Oliveira e dos meninos "a banhos" no Douro.

http://www.youtube.com/watch?v=7764P_SfQwI

Excelente série Querido mês de Agosto.

Caçador disse...

Ana C - Excelente sugestão, nem tinha pensado nisso, boa ideia. Obrigado.

(É o que tem de interessante isto de partilhar os clikes, há sempre coisas de que nunca nos lembraría-mos e, o belogue, fica mais rico, pelo menos na forma como eu o entendo e que é mais do que um fotoblogue, é [gostaria que fosse] uma forma de comunicaçao...)

cristina disse...

é claro que é!

cristina disse...

e a olhos vistos ;-)

Ana C. disse...

Como diz a Cristina, é claro que é.
A forma de comunicação mais completa. Imagens, palavras e música.

mfc disse...

Adoro água com óleo!
A foto está bestial.

XuanRata disse...

Al final conseguirás que me guste el mes de agosto. Yo antes lo veía como un domingo largo largo y me gustaba más julio por lo mismo que soy más de sábado. Pero ahora comprendo que agosto es necesario, aunque solo sea para que haya un julio. Y esta foto me reconcilia con todos los meses y todas las estaciones, con esas gruas como grupas sobre las que cabalgar, esas gruas paisaje de mi niñez y esa ría donde nunca me atrevía a saltar...