esta coisa da luz


Há que tempos que aqui não escrevo mas, sabem, a coisa não é nada fácil. As palavras têm aquela mania orgulhosa de não se deixarem agarrar. Descobri, há muito tempo já, que, como toda a gente sabe, nós não escolhemos as palavras, são as palavras que nos escolhem. Falo das palavras escritas mais do que das outras. Se bem que, também é verdade, demasiadas vezes dizemos aquilo que não queremos, como uma arma que se dispara sozinha…

Mas escrever é pior. Os dedos no teclado, ou a ponta do lápis, tecem palavras que tantas vezes nos fogem ou se imiscuem no texto sem serem convidadas, com aquela lata das visitas inconvenientes. Ou então amuam num beicinho de estrela de cinema caprichosa. Diz que gostam de ser seduzidas, mas depois fazem-se caras. Primas-donas do seu nariz que, ora se negam ora se pavoneiam como coquettes de outros tempos.

E eu aqui a querer escrever umas coisitas para decorar a casa e ficar bem no figurino e elas a
saracotearem-se por outras paragens, tão longe como silhuetas no contra-luz do pôr-do-sol “I'm a poor lonesome cowboy”…

15 comentários:

Chapa disse...

http://youtu.be/75pwlMogDwM

IRIS disse...

sabes, do que elas precisam é que escrevas esse amor difícil. a magia das palavras que buscam as palavras, mágicas, não é isso? um túnel muito comprido picado de fascinantes buracos de luz. tu sabes...
como estas as palavras cantadas do David Mourão-Ferreira

http://www.myspace.com/tiagonatoca/music/songs/amor-dificil-tiago-maia-guit-harmonica-53013089

e como as tuas ;-)

Micha disse...

http://youtu.be/HQfOFVMth5Q

Gosto da foto. Quando sombras falam sem palavras ;)

mfc disse...

Continua a escrever e a tirares óptimas fotos!

ana barata disse...

ora aqui estou eu com dificuldade em encontrar as palavras que façam juz às tuas palavras. e à imagem que elas iluminam.
Sugestão:http://www.youtube.com/watch?v=WGJdsi2RRU4

beijos

CybeRider disse...

Em miúdo escrevi as que a professora me ensinou a chamar "palavras difíceis", fáceis eram as outras que já fazia minhas. Não sabia nessa altura que, com o passar dos anos, fáceis seriam as dos outros e que as minhas me seriam cada vez mais difíceis. Às tuas, que gosto, vou fazendo minhas, e às minhas que se escondem de mim, que as maltrato, gostaria de as atirar ao mundo e, de cada vez, não consigo.

http://youtu.be/tNxkyzXJeBI

Abraço

Helder Ferreira disse...

Pois eu acho que até encontraste umas belas palavras para acompanhar uma bela foto ;-)

Margaridaa disse...

...já tudo foi dito do que penso e sinto. Dizer só que gosto.

Susanne disse...

you are master over the unwritten words
the written words is master over you
(not my words but they makes me think)


words determines more over the interpretation
an image has freer interpretation
I think images are easier than words

beijos

Rute disse...

As palavras dão sempre luta...é por isso que nós não as largamos... nem elas nos largam a nós...ou no papel, ou no ecrã ou num enorme vendaval dentro do peito...

*gosto destas coisas da luz:)

Beijo

Clarice disse...

Repito a leitura desta tuas belíssimas palavras, o belo tem destas coisas... e fico mais forte... isto das palavras sempre me encantou... a força que elas têm... são pontes, outras vezes separam e basta uma só palavras e até com poucas letras... e depois as sombras...o escuro...a infinitude bela do querer dizer... que nos revela...

Estás de parabéns o senhor Caçador!:))

beijinho sem palavras;)

ZEKARLOS disse...

Quase não deixavas palavras para mim heimm!!! Muito bom, gostei mesmo. Abraço

Cla Leal disse...

Grande texto e grande foto, como sempre!! Já devo ter te dito isso, mas repito: Adoro o seu espaço!!
beijos

at disse...

http://youtu.be/MJYKDvTLmpA

Ángel disse...

Tu escribes con palabras y con imágenes. Siempre directas, siempre desgarradoras, parte de la existencia, ¿acaso no es eso la vida?
Abrazos compadre