V i n d i m a s


Lá em baixo os homens despejam enormes baldes de plástico (sem o glamour dos velhos cestos de verga) na goela do reboque. O tractor equilibra-se como pode pela encosta abaixo, o sumo a escorrer, num rasto de Ariane, traça o caminho da adega. As uvas, ubérrimas de sol, vão ser esmagadas, ainda, por pés que as calcam como quem dança ou quem procura o futuro num corpo esventrado entregue em sacrifício. Os bagos transformam-se em mosto, sangue sugado da terra que tinge e inebria até adormecer de cansaço, sono tumultuoso de crisálida a fermentar no escuro mineral das talhas. A fermentação é o acto que consagra a transubstanciação do suor na substância do vinho.

clik1    clik2    clik3    clik4    clik5    clikChapa    clikRemus    clikCristina    clikCamarandante    

14 comentários:

Zé o Caçador disse...

Um dia destes disseram-me, num tom levemente acusador, que ando a escrever pouco. Ok, é verdade, mas também é verdade que isto é um belogue de fotografias e música, daí o nome: foto+músicas, que é mais ou menos o que a coisa significa. Não é "photoparoles" ou coisa parecida. Mas pronto, tá bem, ficam mais umas linhas. Mas não imaginam o que isto às vezes custa a fermentar.
Vá, beijos e/ou abraços e até logo.

Margaridaa disse...

:D fotoparoles, também não ia mal! (Eu gosto muito de paroles!) Fez bem, que te disse isso. Gosto do que escreves.

Chapa disse...

sem mais paroles.
http://www.youtube.com/watch?v=TYT8KRoXMUU

Leovi disse...

Vamos a rezarle algo al cristo de los faroles...

Merce disse...

O caso e que non deixes de regalarnos de cando en vez esas palabriñas tuas que tanto gusta leer :)

En imaxes e musica iso si que non, ahí non te permitimos que o deixes de facer jajaja

E, haberá que preparar logo o zume de Baco...

bicos

Micha disse...

Inveja branca desta foto maravilhosa que dispensa links ou palavras. Parabens!

ruimnm disse...

Ainda bem que há paroles(e não, parolas) por aqui...

Visão privilegiada, a desse Cristo, sobre as vindimas.

Ángel disse...

Creo más en esta versión de pies manos y sudor, en la vendimia y el contacto con la tierra, que en las cuestiones divinas.
... Y cuando la luz falle, siempre se puede echar mano de unos faroles ;-)
Abrazos, amigo

Remus disse...

Já fui vinhateiro.
Já carreguei cestos de uvas às costas.
Já pisei uvas no lagar.
Já bebi muito vinho doce.

Sinto saudades desse tempo...

http://www.youtube.com/watch?v=0X9sXs6oUew

cristina disse...

amo a fotografia. acontece muitas vezes quando a pedra é atirada de encontro ao céu. é excelso, o choque de todos os contrários. aqui, o choque quebrou-os, a pedra tornou-se mais branca do que o seu habitual e o céu abriu-se em poros :-)

agora, as palavras... you know... transubstanciação ao contrário... you know... e vai doer sempre ;-) obrigada pela comunhão ;-)

agora, a música... “waiting for a sign/ to turn blood into wine/ the sweet taste in your mouth/ turned bitter in its glass…” (“transubstanciação”… I know… olha, é bem feito…)

http://www.youtube.com/watch?v=KiTYvcms-Og

beijos

Gabiprog disse...

Mucho farol es el que necesitan algunos, para hacer la vendiama o para ser recolectados...

manuel nieto disse...

bellisimo indicador, un fuerte abrazo

Camarandante disse...

Saludos amigo!

http://www.youtube.com/watch?v=CCojrtuVg3s&feature=related

Hellag disse...

as suas fotos valem mais que muitas palavras (os títulos complementam sempre muito bem) e a mensagem est+a lá sempre mas eu até entendo porque disseram isso...é que escreve bem (pode "custar a fermentar...)é sagaz, oportuno...:)...como esta! :)