Regulamento para a instrução de ordem unida


2.º - Das posições



Sentido

30 – Nesta posição, o homem tem os calcanhares na mesma linha e unidos, as pontas dos pés voltadas para fora e afastadas, aproximadamente, dum intervalo de um pé, as pernas estendidas, o ventre recolhido, o tronco bem aprumado sobre os quadris, os ombros recuados e naturalmente descaídos, o peito avançado, os braços pendentes sem que os cotovelos se unam ao corpo nem se arqueiem com afectação, as mãos abertas com as palmas voltadas para as coxas e os dedos unidos, ficando o indicador encostado à costura das calças, a cabeça direita, queixo recuado e a vista fixada bem sobre a frente.


Descansar

31 - Desloca-se o pé esquerdo cerca de 0,30m para a esquerda (contados entre os calcanhares) e cruzam-se as mãos na frente do corpo, ficando a mão direita sobre a esquerda e os dedos polegares cruzados, de modo que o da mão direita fique entre a palma e o polegar da mão esquerda, e o peso do corpo igualmente distribuído pelas duas pernas.
----- Nesta posição os homens mantêm-se atentos e firmes, até receberem a voz de:


À vontade

32 – Nesta posição os homens têm liberdade de movimentos, sem contudo deslocarem o pé direito, que conservam firme, para não perderem o alinhamento, liberdade que cessa logo que lhes seja dada a voz de:

Firme

33 - A esta voz, os homens, da posição «à vontade», que à voz de advertência haviam cruzado as mãos, esticam os braços enèrgicamente, levantam a cabeça, tomando a posição indicada no n.º 31, mas sem rigidez.
34 - Para passar da posição de firme à de sentido, a esta voz, com uma ligeira elevação dos calcanhares, une-se vivamente o calcanhar esquerdo ao direito, sem arrastar o pé, de forma a a ouvir-se o batimento do calcanhar, ao mesmo tempo que se levantam os braços ao lado, tomando a posição do n.º 30.

Ministério do Exército 1956

clik1 --- clik2 --- clik3 --- clik4 --- clikChapa --- clikSusanne --- clikCybeRider --- clikChoca --- clikSilvares --- clikRemus --- clikIris -

18 comentários:

Kaipiroska disse...

Boas fotos para padrão/repetição ;)

:.tossan® disse...

Geniais...Amazing! Criatividade na fotografia é tudo meu amigo!

PhotoAttraction disse...

E eu não sei ???
Ainda sou daqueles que era obrigado a ir à tropa...
Só me fez mal ao figado ;)

José Manuel Vilhena disse...

Boa ligação.
Noto contudo um quase imperceptível
arqueamento afectado...
:)

Chapa disse...

Esses padrões unitários, remetem-me para esta maravilha do cinema.
http://youtu.be/ZWXvcD2LpSM

Susanne disse...

all cast in the same form

http://www.youtube.com/watch?v=4XopsFtdaLw&feature=relmfu

beijos

CybeRider disse...

E pelo que fica exposto és um dos heróis do teu bairro!

http://youtu.be/ObntvRcKMrE

Abraço

Choca disse...

http://www.youtube.com/watch?v=0J2QdDbelmY&ob=av2e

Silvares disse...

Um clássico da minha juventude mais tenra

http://www.youtube.com/watch?v=62lN2NQsHPw

Rute disse...

Uau! Excelentes grafismo. Fiquei fã da 1ª fotografia.

1 beijo

mfc disse...

Ohhh tanta botella boa!!

Remus disse...

Como eu não fui à tropa, não sei se estas regras são mesmo assim. :-P
Mas sei que graficamente as fotografias não poderiam estar melhor.


http://www.youtube.com/watch?v=RUy9OgRRXnw

IRIS disse...

estranha coisa esta da união sem conexão. se assim é por fora, possivelmente é-o por dentro. até onde não nos levará a disciplina? a manipulação é um vício mortal.

http://www.youtube.com/watch?v=mDsqpeiTqg8&ob=av2e

a primeira fotografia é abismal.

beijo

João Mourão disse...

Atenção... "sentados". E desde esse ano da graça de 1956 nada mudou, a não ser as mãos à frente do corpo. Agora é atrás...

Sérgio Aires disse...

Que dizer?? Fantásticas!

ñOCO Le bOLO disse...


· Estas tres fotografías son extraordinarias. Buen procesado pero, sobre todo, una mirada perfecta. Ese es tu ojo.

· abraços

CR & LMA
________________________________
·

L.Reis disse...

INVEJÁVEL!!! Não as posições, mas aquela primeira fotografia...ainda estou um bocado aturdida (mais para o basbaque, talvez) com aquele efeito da repetição.

Ángel disse...

Cuando la marcialidad y la ordenación traspasan las fronteras establecidas rayan en el arte
Abrazo