Ode Marítima


Isto de viver entre o Tejo e o Atlântico tem as suas coisas. Ao percorrer os meus arquivos, digitais, apercebo-me da enorme quantidade de fotografias à beira de água. De praias, areia e ondas, com banhistas e sem banhistas, de falésias e rochedos, de portos e cais, de redes e pescadores, com barcos e sem barcos. Reparo que tenho mais barcos do que navios, mais velhos do que novos, mais embarcações tradicionais do que modernas. Mais ruína do que esplendor. Curioso!
Por isso, decidi que tinha de mostrar aqui alguns, talvez até dar início a uma série (veremos). Em todo o caso já tem nome. É que, “não se nasce impunemente nas praias de Portugal”. O pior são os cliks, é cada vez mais difícil encontrar aquilo que quero.


     clik1      clik2      clik3      clik4      clik5      clik6      clik7      clik8  

19 comentários:

Micha disse...

http://www.youtube.com/watch?v=4SJF70VByuM

:)

Caçador disse...

Brigado, fica já para a próxima (com barcos e isso).

clo disse...

coucou...
merci pour ton passage sur photosanscible...et pour ton très gentil commentaire...le hasard a bien fait son travail...
je suis ravie de découvrir ton travail...j'ai survolé aujourd'hui mais je reviendrai très prochainement... j'aime déjà ce que j'ai entrevu...sur tes autres blog aussi...:)
très belles tes photos noir et blanc j'aime cette ambiance ...les ports les bateaux la mer...les textures l'eau....c'est beau...
je te dis a bientôt...:)

Clarice disse...

http://www.youtube.com/watch?v=K2jP5HzCRpU

um clik, para o "senhor" dos cliks:)

um beijo,
porque hoje (não) é Sábado!:)

ruimnm disse...

Então, vamos esperar pela série. Por esta amostra ela promete. Até porque somos filhos do mar...

Caçador disse...

Ok Clarisse, está adjudicado (apesar do sr. RuiV não ser dos meus preferidos... mas esta tem um bom poema)

Mariluz disse...

Muy buenos encuadres. Me gusta la primera foto, qué sensación de grandeza!
Saludos!

Ángel Corrochano disse...

Te lo curras que da gusto ... y envidia, pero de la buena ¿eh?
Cuantos atropellos a la naturaleza, y contra la vida en general. Cuantos desmanes sin rendir cuenta alguna y sin responsabilidad... acaso esto no tendrá nunca solución???
Geniales estas fotografías, como arma de denuncia y como obra artística. Muy buenas

un abrazo amigo

AB disse...

As fotos são impressionantes. Na primeira parece que o barco se afunda.

calata disse...

me gusta la segunda, el reflejo y las aves en pleno vuelo, muy bien, un abrazo

Ana C. disse...

Excelente!!
Parabéns pelas fotos, textos e cliks.

Merce disse...

Pois xa me tarda en ver esa serie, non te imaxinas o que me engaiola a min o mar, atrapame de tal xeito que me deixa enfeitizada. E, o que ten nacer no interior, envexar a quen vive na costa :) algun dia vivirei ao caron do mar :)

As fotos, que che vou dicir, as duas, por colosales, por levar mar, (ainda que me gusta mais salvaxe, virxe, postos a elexir...)

Os cliks, non te preocupes, abofé que sempre serán de calidade :)

Biquiños

Chapa disse...

Aqui se prova que os barcos são belos até na "morte".

William Alexander López disse...

Preciosas fotografías con un buen blanco y negro, excelente contraste

Abrazos

L.Reis disse...

Caramba! (A primeira tem toda a ânsia de todos os cais...esses lugares de infindáveis esperas onde se pde morrer com sede de mar...)

Caçador disse...

Ana C. Obrigado pelo comentário, fui lá ao Vadiagens mas não consegui deixar mensagem...

ana barata disse...

Ó mar salgado...
Já tinha saudades destes teus olhares (férias sem computador).
Estas imagens são muito belas.
Beijo

cristinasiqueira disse...

Oi,

Passei um bom pedaço da tarde me deliciando com tuas postagens,textos e fotos.Seu trabalho é magnífico.
Deixei um recado em "debutantes" que reitero aqui.O convido a visitar o meu espaço www.cristinsiqueira.blogspot.com

Com admiração,

Cris

PS_me tornei seguidora.BRAVO!

Francieli Rebelatto disse...

OLá amigo, se soubesse a vontade de tenho que de andar por esta tua terra...a fotografar, sentir este mar...Mas, não faltarão oportunidades, é nós, heim, sempre revivendo as memórias, as raízes, as razões de nossa existência...

Obrigada por sempre me visitar...e um beijo, um abraço certamente ajudaria....

Abraços....