A Dama do Lago


"Sonhei que me encontrava no fundo de água verde e gelada com um cadáver debaixo do braço. O cadáver tinha cabelos loiros e compridos que flutuavam na água e me envolviam a cara. Um enorme peixe de olhos esbugalhados, corpo inchado e escama fosforescente da putrefacção, nadava em redor, olhando de soslaio como um debochado já idoso. Quando eu estava quase a rebentar com a falta de ar, o cadáver ressuscitou debaixo do meu braço e fugiu-me. Pus-me a lutar com o peixe e o cadáver rolava e rebolava pela água fora, arrastando atrás de si o seu longo cabelo."  
Raymond Chandler
  clik1     clik2     clik3     clik4    clik5     clik6    clik7     clik8  

6 comentários:

Chapa disse...

Pesadelo de um caçador, transformar-se em presa.
Vai até à Bloguite, segue o novo atalho e aproveita para votar.

Alejandra Fassi Valladares disse...

hermosa imagen...muy buena
Saludos

XuanRata disse...

Me parece más ficticia la parte de la imagen real que la parte reflejada. Pero perdón, olvidaba que esto solo es el fotograma de un sueño y en el hay que pensar con otras claves y dejarse llevar a lo profundo...

CybeRider disse...

Valham-nos os lagos que nos inspiram. E que guardam por vezes coisas arrepiantes (mas já sabes o que penso sobre isso). Interessante montagem a do Sealab, imprevisível. E o Smoke on the Water foi uma belíssima recordação!

Su Chua Phin 徐蔡斌 disse...

I like the trees' reflection :)

clo disse...

beaucoup de poésie dans celle ci...j'adore la réflexion des arbres dans l'eau....un joli cadrage...