Menina estás à janela

Pode ser que esta fotografia seja uma metáfora do mundo em que vivemos hoje. Tempos de crise, de ruína, de desesperança. Um presente assombrado por um futuro temeroso.
A flor surge então como um sinal. Um símbolo de sobrevivência. Como quem diz que dos escombros podem nascer raízes, pétalas, porvir.
Pode também ser que esta fotografia não seja mais do que aquilo que mostra, uma flor à janela. Os olhos são neutros como as máquinas fotográficas. É no olhar que está a diferença.

  clik1     clik2     clik3     clik4     clik5     clik6     clik7     clik8     clik9

10 comentários:

Álex disse...

eu vejo uma foto bonita
com malmequeres - que adoro
vejo uns olhos atrás de uma máq. de fotos com bom gosto e muita sensibilidade
e acho que o futuro trará de tudo
e nós teremos que andar perto um do outro

CybeRider disse...

O segredo está em encontrarmos as flores no meio dos escombros. Não é fácil. Gostei de teres encontrado o Ney, que muitos não souberam encontrar nos escombros dos anos 70, quase me passou ao lado. Era muito jovem. Hoje a maior parte das sinfonias parecem-nos patéticas; há que parar para escutar, elas permanecem na sua beleza. Não desesperar, mesmo quando os sonhos nos impelem para o passado, como nalguns videos. Saber encontrar a flor que nos envolve o coração e não deixar que os abutres a matem. Ainda que o fulgor dos tempos nos façam ver tudo a correr continuo a preferir a do Vitorino. Quanto às Deolindas do mundo... São também flores à janela, trazem-nos um grande bem-estar à alma.

Não sei se destrincei o teu cubo, mas vejo-o assim.

Caçador disse...

Deolindas?... Essa não apanhei.

CybeRider disse...

Está bem... Desculpa lá ter comparado a Ronnie à Deolinda, mas ambas têm um registo muito próprio. A nossa está num país pequenito e a outra... E a história da música também diz que a Ronnie isto e aquilo, enquanto a Deolinda é novita e não toca piano, mas foi o que me saíu. Aliás também não disse mal delas, são um género musical para apreciadores, uma e outra, nas devidas e convenientes proporções.

haideé disse...

Mucho que aprender de la naturaleza, bueno y de ti que te acompaña tu buen hado :)
Qué frondosidad, en contraste con lo depauperado de la pared... la decadencia y la vida... somos vida, no miremos el fracaso, sólo se debe usar para aprender a no hacer lo mismo...
Un abrazo y hasta pronto!

Su Chua Phin 徐蔡斌 disse...

I love this picture ... with green plant over worn out wall.

It gives a good contrast.

Thanks for your visit and comment on my blog :)

XuanRata disse...

Cuánta vida dentro de esa ruina desbordada. Tus lugares encontrados parecen decorados vivos. A veces pienso que paseas por una realidad alternativa de tu exclusiva propiedad.

Anónimo disse...

Estoy bien, descansando un poco de este mundo del ordenador, su energía me roba la mía :)
Gracias:)))
Pretendo ponerme tan bella por dentro como esta hermosa planta, llena de vitalidad y energía sana para poder dársela a los demás.
Un cariñoso abrazo!
Gracias de nuevo
haideé

clo disse...

comme un tableau...trop belle celle là...:)

Anónimo disse...

Obrigado por Blog intiresny