Epiderme

Parece que era assim no princípio do mundo. Antes do verbo e do sangue. A pele da terra era feita de lama. Água, ferro e fogo numa amálgama indistinta. Só os metais pesados flutuavam e o ar era líquido e mineral. Não havia nomes, o fim podia ser princípio e o princípio veneno.
Parece que vai ser assim no fim do mundo. Quando já não houver sangue nem o som das palavras, até a morte deixará de existir.
 
 
   clik1     clik2     clik3     clik4     clik5     clik6     clik7     clik8     clik9     clik10     

22 comentários:

Camarandante disse...

Terribles tus palabras!! pero muy buenas, muy sabias...

La foto, me gusta mucho!! pero, qué es? es realmente una foto aerea?, cuentame. es maravillosa

Saludos!

cuentosbrujos disse...

textura magistral, no quisiera ser de los orígenes, que bueno que vinimos cuando ya estaba todo hecho no?
que suerte y que poco sabemos agradecerlo
saludos

Chapa disse...

Surpreendente a forma como a terra se mascara de várias cores.

Gabiprog disse...

Contrastes y texturas.
Efectivamente, como dicen arriba, sabias palabras... y asperas!

;-)

Micha disse...

wow! absolutamente fantastico! Many thanks! e no interim...colhendo cogumelos para teus coelhos :)
Cheers!

haideé disse...

La corrupción de la materia seguirá su curso, el espíritu se elevará y verá esa belleza que tú has fotografiado tan bien...
Es curioso el juego que puede dar la naturaleza, tan artísticamente creativa, y tus ojos para ver aquello que ella expresa.
Un abrazo mon ami

ana barata disse...

Obrigada pela visita, pelo comentário e pelas informações sobre a artista de street art de Lisboa que assina Dellicious.
Fico à espera de ver os registos de street art.
Entretanto, gostei muitos destes que estão por aqui.
Belas imagens.

ana barata disse...

E gostei muito muito também dos clips.

disse...

alguns dias sem vir....e tudo isto de bom, tão bom...

XuanRata disse...

Pero también la sangre es mineral, no somos más que una combinación química con dificultades para entender otras combinaciones diferentes.

Si hay escalofríos que queman, tu imagen los produce.

Álex disse...

isto é nas tais minas das férias...né? bonita
XuanRata: somos más que esa combinación química hombre! aunquees verdad que demosntramos bastantes dificultades en entender a nuestros diferentes... : (

Selena Sartorelo disse...

Bom dia Caçador,

Adquiri uma mania com esse espaço especificamente...por isso aqui deixo uma coisa de cada vez acontecer.
Um texto impactante que degusto cada palavra bem lentamente para não me engasgar, pois esse nos faz perceber o nada de tanto que somos.
Uma imagem quem como uma bomba explode aos olhos e ativa meus sentidos...Sinto como um pedaço de bolo que comemos bem devagarinho ..primeiro com olhos... depois, lambemos a cobertura e em seguida damos uma bela mordida que é o que vou fazer agora..volto depois prá dizer de que sabor era o recheio.

beijos,
Selena

William Alexander López disse...

Me parece increible como has logrado resaltarlo muy bien y tus palabras la llenan de fuerza, El Inicio y el fin !

Abrazos

Aretusa disse...

Todo principio tiene un final, debemos intensificar nuestro presente para que nos resulte menos doloroso este pensamiento.
La fotografía es impresionante.
Saludos

anamar disse...

Pois querido caçador, aqui estou a agradecer a sua visita!!
Há muito que consta da minha lapela, mas nem sempre venho como merece...pois as suas fotografias e palavras, impressionam, bem, claro está!
Só tenho pena de não "OUVER" mais videos....o tempo...
Abracinho

Caçador disse...

Camara camarada, não é uma foto aérea. É água que escorre de uma mina abandonada e forma uma pequena lagoa. É água, terra, ferro e cobre. Um mundo mineral onde não há vida. Como no princípio do mundo.

Alexamdra, é a mina das férias, Lousal.

Brujo, isto é um indício que estamos a apressar o final.

Haideé, a beleza pode ser terrível.

Para todos beijos e/ou abraços.

Su Chua Phin 徐蔡斌 disse...

WOW !!!!!

CRN disse...

Impressionante fotografia, um texto em consonância. Metafóricamente, o mesmo estado no qual ficará o arsenal do alfeite.

Enhorabuena.

http://revolucionaria.wordpress.com

luisM disse...

A pele é que está um pouco estragada.

L.Reis disse...

Talvez não seja preciso nem verbo nem sangue, talvez baste o pulsar da terra ...anónimo e sem morte.
Esta "pele" está.... falta-me um qualquer adjectivo que gostaria de inventar e onde coubesse inteira esta fantástica textura de ferro, fogo e água.

clo disse...

j'adore...le titre aussi...:)

Bípede Falante disse...

Incrível!